quarta-feira, 2 de junho de 2010

O que sai do trajeto de casa para o trabalho... é o que dá dar aula em Lucena....



A Balsa e a Chuva

O porto
Comporta o mar
Que repete a chuva

O Barco
vê o cais vestido de noiva
rangendo a música
das agulhas
e de água chinesa
tricor
tando as costas



A alma é o resto
e
vê no porto-sol
O pôr-da-noite...
trafegáveis vagas
nas malhas
do destino


***********************

M.aresia

No mar
Vi um agulhão
Que nadava para o prato
Enquanto isso
Alimentava os olhos



M.C.

2 comentários:

Maria Juliana Linhares disse...

Ei lindo! Tá um mestre dos magos das palavras. Cada vez mais ciente, mordente.

Te amo

Jessé Júnior disse...

Massa demais cara! Isso é porque é Lucena. Imaginem se as aulas fossem em Cajazeiras!!!