segunda-feira, 13 de julho de 2009

Carneiros


Carneiros envoltos
em algodão
doce é
Brincar de ser
Aprendiz de amar
Nas m i n u cio sas noites
de Luar

Pulando pra espantar o sono
Quem ama não dorme
Antes de ser feliz
Antes de um lápis
ou giz
Riscar temporal
Antes de uma manhã
de Carnaval


Carneiros de volta
Algodão de ser
Aprendiz de Luar
Nas minuciosas noites
de Amar

M.C.

5 comentários:

Maria disse...

Na contagem virtual, fazes de teus signos e teclas, bichinhos fofinhos em busca dos sonhos. Por sinal, crônicos.

gsaci disse...

Olá Michel, sou Antonio Aílton, de São Luís-MA, a Maria Juliana deu-me seu endereço de blog. Faço minhas escrevinhações por aqui também, junto com outros colegas, e recitamos, e tal. Deram-me o Prêmio Cidade do Recife 2006 (livro publicado em 2008), nem fiz o lançamento ainda, aqui... Gostei muito de sua poesia, e voltar a Ela, a Poesia... ando tão envolvido ultimamente com uma história de Mestrado, e faz tempo que não escrevo. Grande abraço. Por favor, mande-me seu endereço que lhe envio um livro meu. Vc Já publicou? Se sim, também quero um trabalho teu. Para correspondÊncias: CX POSTAL 85, SÃO LUÍS-MA, CEP 65001-970. Abraços

Márcia C. disse...

adorei! :)

Fabiana Motroni disse...

Sonhos brancos e aconchegantes...Saudade de você! Há braços ainda? :) Beijos, Fabi

Claudia Trevisan disse...

Bom... Muito bom!

;)